quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Separados

Naquele momento você devia ter me falado não
E não ter me deixado tanto tempo esperando
Você não tem ideia de como é ficar pra trás
Apenas sentindo na pele a dor de esperar

A noite estava lenta em sua passagem fria
Dançando ao som das coisas do momento
Me sufocando com o seu brilho intenso
O brilho negro de toda a dor que se passava

As coisas que pensei naquela noite
Ultrapassam qualquer barreira suportável
Eu sei, eu tenho me acostumado com isso
Muito mais do que você imagina

Talvez um dia eu chegue a ser feliz
Quanto tempo mais devo esperar?
Acho que a solidão vai me consumir
E levar de mim o que eu tenho de humano






terça-feira, 19 de novembro de 2013

Leão

Eu já falei tudo a você
O dia amanheceu
Eu lhe ensinei como é
Acordar e sentir a dor
E ouvir ao longe
As vozes chorando

Você nunca se rendeu a mim
Você nunca se importou com isso
E eu sempre sangrei
Esperando que você me visse

Memórias jogadas no lixo
Casa vazia, quieta, não tem
Mais sentido algum seguir
E ouvir o vazio suspirar
Recolhendo cada migalha
Daquilo que não é meu

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Paradise

Quebre meu silêncio
Enfurnado no escuro
Sinta meus suspiros
Incompreendidos de dor
Sinta toda a poesia
Derramada no chão

E os dias estarão felizes
E você me fará feliz 
Quando me sentir
Envolvido por você

Julgue minhas palavras
Cuspidas com ódio
Renove minha felicidade
Enquanto você se cura
Refresque suas feridas
Causadas pelo tempo

Torne minha realidade
O nosso dia a dia
Esteja ao meu lado
Me levando a loucura
Venha comigo
Eu quero você


terça-feira, 5 de novembro de 2013

Sunshine

Porque toda essa distância nos separa
Algo impossível de se transpor
As nuvens escuras que nos cobrem
Não me deixam descansar em paz

Em cima do meu túmulo, eu não quero flores
Eu não quero que chorem por mim
Nem digam que fui bom, ou não
Quero apenas que lembrem disso

Não consigo sequer fechar os olhos
A cor deles já não é mais a mesma
Se tornaram cinzentos, e frios
Tentando ver o que aconteceu


segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Freak

Por tanto tempo escondido
Por trás das ondas escuras
Sentindo a poeira da noite
Caminhando cego por aí

Não foi o que eu quis dizer
Eu nunca tentei e nunca senti
A verdade escondida

Me mantenho afastado
Voltando ao meu escuro
Fico em pedaços, eu não sabia
O que eu tinha que fazer

Mais um dia aqui esquecido
E as coisas eram pra ser
Parte de mim que foi escondida
Sentindo o gosto amargo que é você



quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pieces

Eu quero que você pare agora
De me olhar com esses olhos
Que me levam a outros lugares
E não saem da minha cabeça
Nunca mais...

Não deixe que o silêncio fale por mim
Eu quero te dizer tanta coisa
Você está cada vez mais perto
E eu sinto você me envolvendo

Será que podemos fazer dessa música
Nossa música, e deixar o tempo nos guiar
Envolto na alegria de todos dos dias
Para viver, e comemorar o que merecemos
Para sempre...


segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Libra

O que será que você está fazendo?
Talvez esteja feliz, eu fico bem com isso
As coisas acontecem
E a lembrança nos assalta

Enquanto a chuva cai eu fico aqui
Esperando o sol chegar pra mim
Perdido totalmente em você

O papel mais uma vez foi riscado
Com pequenos traços tortos
A página não se apaga
O livro começa, e não termina

Névoa escura sobre mim
Nuvens negras começam a cair
Me leve embora daqui
Antes que o dia amanheça







segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Não, apenas não

Não leia sobre mim
A página já foi virada
Não olhe pela janela
Feita com restos do passado
Não lembre de nada
Esqueça o frio

Lembre-se dos sorrisos
E das noites vividas
E guarde isso bem fundo
Quero que você seja feliz

Não abra as janelas
Das coisas ruins
Não deixe de viver
Nem um minuto
Não me esqueça
Eu tentei ser bom.


Eu não sei o que o meu corpo abriga...

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

September Rain

Sobre as flores que recebi noite passada
Me fizeram bem, mas não foi uma boa escolha
Ter mexido comigo, e me deixado sozinho de manhã
A história tentou se repetir, e mais uma vez
A minha solidão é muito amarga

E a cada noite, cada dia
Ela se propaga

As vezes é preciso muito mais que flores
E promessas vazias ao anoitecer
As coisas podem parecer bem intencionadas
Mas você não sabe, você não tem ideia
Do que é acordar todos os dias
Sem motivos pra viver


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Vinte e Quatro

Esses são dias estranhos
Em que as coisas não são
Como pareciam há um tempo atrás
E veja seu sorriso
Como está desgastado...

E as coisas sempre caminham assim
Levadas pelo vento e pela chuva
Caídas no esquecimento
De um dia de inverno

Em cada momento, uma escolha
E seus caminhos são guiados por ela
As suas palavras, são a chave
De achar o caminho certo



segunda-feira, 9 de setembro de 2013

The day when I diving in you

24 horas perdido
No sonho sem fim
O dia me acorda
Mais uma vez eu sei
Que nada vai mudar

E o dia está escurecendo
A noite me embriaga
Os caminhos estão vazios
E eu não vi mais nada

Ruas desertas, luzes acesas
Portas fechadas
Só eu e você mais uma vez
Afundando, descendo, chorando


sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Arms Open

Minhas cicatrizes escondidas
Sonhos escondidos em cima
Foi no dia em que eu nasci
A manhã de sol cinza

Quebrado em mil pedaços
Eu sobrevivi a você
Escondido do meu sonho
Entre as nuvens escuras

Como tudo foi um dia
Eu vivi você
Eu vivi com você

As marcas escondem tudo
Que fizeram de mim um dia
Uma pessoa feliz e agora
Nunca mais, nunca mais



sábado, 15 de junho de 2013

Toda noite

Os carros passam, a noite cai
Da janela eu vejo uma luz
O frio chega, o vento sopra
Da luz eu vejo você inteira
A noite chega, e eu resisto
E toda vez é assim que eu faço

Momentos, pessoas
E eu aqui
Momentos, respostas
Eu me perdi de mim

E toda pergunta, tem resposta
A luz cai sobre você
Cada manhã é um futuro incerto
E toda alegria termina aqui
Eu sempre sigo muito cego
E toda vez é assim que eu faço


domingo, 9 de junho de 2013

Stella

Mais uma noite
e eu sozinho aqui
Esperando por tudo
que um dia sonhei
O dia nunca chega
E eu me tornei
Alguém como você

E é pra você que eu escrevo essa canção
Não há motivos pra dizer
E é pra você que eu escrevo essa canção
Venha comigo pra viver

Eu sempre esperei
Sempre por você
Mas hoje eu vejo
O quanto eu sofri
O dia nunca chega
E eu decidi
Mentir pra você

Você não se lembra
De como é ser feliz
E vive sozinha
Chorando por aí
O dia nunca chega
E você vive
Uma grande ilusão


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Folha em Branco

Eu andei por muito tempo
Por aí, e me perdi
De tudo que era meu...
E nunca mais vou ter
Um lugar para fugir
E um lugar pra viver...

Eu quero viver, eu quero sentir
A emoção de estar vivo
Eu quero viver, eu quero ganhar
Um dia a mais

De tudo que era meu
Agora não é mais
Não consigo acreditar...
Não consigo mais sentir
Você perto de mim
E eu não vou viver...

E eu não quero mais
Ouvir sobre você
E pensar um pouco em mim...
E tentar seguir de novo
Pensando um pouco em mim
E o que me tornei...


quarta-feira, 22 de maio de 2013

Coração x Mente

Sabe quando você se desmonta
Em mil pedaços e vê cada um deles
E tenta buscar quem é você
Quem realmente é você?

E você se dá conta de que
Simplesmente faltou olhar
Pros seus erros, e ver
O jeito certo de consertá-los

E sua vida desaba quando
Você vê o quanto era feliz
O quanto sua vida valia a pena
E hoje não vale
Não vale mais nada

E hoje você se embriaga
Pra tentar esquecer
E tentar lembrar
De tudo que um dia foi seu

E você vive de passado
De cada palavra, de cada momento
E se esquece de viver
E cada dia parece o último



sábado, 11 de maio de 2013

Frio Fim

Depois de toda essa noite
Algumas coisas surgem aqui
Perguntas sobre mentiras
Respostas sempre vazias

Alguma coisa aconteceu
Alguma coisa que eu senti
Pedaços de mim caídos
Sobre você...

Me diga agora por favor
O que nos torna tão reais
Dizer adeus e não sentir
Olhar nos olhos e enxergar
O fim...

Me afogo em cada copo
Mas nunca é o bastante
Você quem decidiu sair
Foi como uma onda forte
Arrancou tudo de mim
E levou tudo pra longe...
Sozinho...




terça-feira, 23 de abril de 2013

Bad, bad boy

Uma garota
Se esconde atrás de espelhos quando eu passo
Uma garota
Não gosta de mim como deveria
Uma garota
Bebe escondida de seus pais
Uma garota
Fuma um cigarro longe de casa

E eu aqui sempre sozinho
Tenho tanta liberdade para voar
Venha ser o meu caminho
E me ensine como me esconder
E me ensine como me esconder
E me ensine como viver

Um garoto
Foge da luz de sua rua
Um garoto
Conta piadas quando ela pede
Um garoto
Sempre sorri como uma criança
Um garoto
Corre de tudo com medo.


segunda-feira, 22 de abril de 2013

From my world to the sky

Eu me isolei
De tudo que havia
Na minha vida
E a culpa é minha
E a culpa é sua...

Então tudo se tornou
Muito mais claro pra mim
A vida é tão simples
E virou nosso quebra-cabeça

O sol cai sobre mim
O calor me aquece
E a lua enlouquece
Esse dia tão sombrio

As águas caíram sobre mim
E me deixaram frio
Esse sol tão quente
Não pode mais que aquecer

Oh yeah, temos que recomeçar...
Oh yeah, temos que recomeçar...
Ou já estamos velhos demais pra isso?


domingo, 21 de abril de 2013

Sick and Burn

Quero ver você tirar
Todas as coisas aqui dentro
Ouvir todos meus lamentos
E viver em paz
Sentir toda minha força
Minha alma se consumindo
Ouvir todas verdades
E me deixar em paz

Eu vivi em você mais uma vez
Eu bebi com você mais uma vez
Eu corri de você mais uma vez
Na minha casa vazia...

As coisas são bem legais
Quando você acorda e vê
A sua vida cheia de flores
E pessoas felizes

Mas nunca se lembram
De quando você derramava
Suas lembranças frustradas
Em cima de outros

Que já não fazem parte
Que não fazem mais parte...



quarta-feira, 17 de abril de 2013

Fire

Você disse que eu devo ficar
Enquanto você vai e depois
Quer que eu finja que nada aconteceu
Com as suas verdades vazias
Você me enlouqueceu

Você me disse que tudo era bom
E agora se vai
Você me disse que tudo era bom
E me deixa pra trás

As flores cresciam no seu jardim
Eu nunca soube o que elas diziam
Cada manhã elas sorriam pra mim
Seus olhos eram negros
E seu perfume era frio

Você me disse que o mundo era bom
E me abraçou
Você me disse que o mundo era bom
E nunca me deixou partir

As páginas se enchiam
E a cada palavra era o final
Dessa história tão vazia
E quem ganhou
Foi você



segunda-feira, 15 de abril de 2013

Seus lábios são labirintos

Nós passamos por tanta coisa
Enfrentamos a guerra sem paz
E a vontade que mais me consome
É viver um dia a mais

E de repente, olhamos pra trás
E de repente, não soubemos mudar
E de repente, olhamos pra trás
E de repente, não soubemos amar

Nunca perdemos o controle
E as vezes você chorava
Eu procurei outro caminho
E nem sempre tinha volta

Você nunca esteve lá
Você nunca me viu correr
Você nunca quis saber
O quanto eu sofri por aí


sábado, 13 de abril de 2013

Cure-me

O vento levanta todas cortinas
E o seu cheiro embriaga meu ser
Me levando onde quer que eu queira
Me pedindo pra voltar pra você

Me dê todo seu calor essa noite

Quero tanto lhe dizer
O quando eu fiz e corri por aí
Nunca saí do lugar
Mesmo sentindo eu morri

Eu corri por aí
Eu tentei fugir
Eu perdi tanta coisa
Mas nunca senti

Me dê todo seu calor essa noite.


terça-feira, 9 de abril de 2013

Selvagem

Eu sei que não dei certo
Eu sei que não sou ninguém
Eu tentei e você sabe
Eu sempre quis me dar bem

Eu corri atrás
Caí e levantei
Eu bebi demais
E sempre acordei bem

Momentos, pessoas
E eu aqui
Momentos, respostas
Eu me perdi de mim

Hoje estou aqui
Correndo atrás
Sempre estou aqui
Eu me perdi de novo





quarta-feira, 3 de abril de 2013

Vício

Me dê 3 motivos pra gostar de você
Que eu vou te dar 3 pra te odiar
Quem fizer mais pontos ganha
E o vencedor leva tudo

Quero sentir a pureza do seu ser
E navegar na sua onda
Me embriagar com teu cheiro
E ouvir todas suas tristezas

Hoje a noite é uma boa pra começar
Mergulhe totalmente em mim
E me faça sentir toda essa sua
Capacidade de me fazer feliz

A, G
E, A, G


You're forgiven this time

Acordo todos os dias
Meus acordes estão no final
De uma longa estrada vazia
O que restou foi só uma carta

A carta que você me escreveu
E colocou toda sua alma em letras
Não senti todo seu amor
Ignorei e machuquei você

E hoje, acordei de madrugada
Peguei aquela velha carta e li
Todos meus sentidos morreram

Eu dormi e não queria acordar mais

O que eu me tornei?
Se eu pudesse começar de novo
Eu não faria você sofrer
Eu tentaria acabar com tudo

Antes do tudo se iniciar
Me tornaria apenas um espectro
De sua raiva e frustrações sem fim
Encontrando um final em silêncio








segunda-feira, 1 de abril de 2013

Long Gone Day

Sabe aquela sensação de estar sozinho
Mesmo rodeado de pessoas...
É assim todos os meus dias
Noite, dia, tarde, fria

E o segredo pra todas as coisas
Que você pensa, e vive
As vezes nem é tão simples
Não está tão ao nosso alcance

Quem me dera não ter vivido
Todas essas coisas vazias
Tantas palavras escorridas
E todas as dores espalhadas

Eu ando nas ruas, e tudo é tão claro
A noite trás sempre uma coisa boa
As cortinas estão fechadas, baby
Venha e traga o meu sol


domingo, 10 de março de 2013

Amor Heart Shaped Box

Sabe, aquele dia
Que você me disse
Que parecia 
Que me conhecia há muito tempo
Esse dia eu esqueci
Foi tudo tão lindo, mas mesmo assim
Se tornou apenas boa lembrança...

E se você sentar de novo ao meu lado
Eu ouvirei você, com muita calma
Duvido que eu volte a ser eu de novo
Simplesmente vai ser um eu vazio
Um eu doente, um eu triste
Um eu sem eira, nem beira
Um eu vagando a noite por aí....




quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Perfeição Astral

Eu queria ser todas as coisas perfeitas do mundo
E poder sonhar de novo com algo bom
Sentindo que cada novo dia me traria paz
Em vez de tantas coisas frias e ódio

Tente não me odiar, eu tento ser bom
Mas nem sempre tudo corre tão bem
E eu acabo ficando pelo caminho
Vendo quem vai embora sempre feliz

Eu sempre disse adeus e nunca sorri
Pensando que um dia você iria voltar
E hoje olho tudo a minha volta
Não sei quem você é mais.


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Carna-fuckin-val

Geração de nomes curtos
Fatos do dia desconhecidos
A aurora levantada
E o sol cinzento e frio

Tentando imitar as palavras
Velhas e rabiscadas no lençol
Eu consigo ser apenas a vontade
Envolvida em dor e solidão

Minha luz se esconde
Em véus de vinho e tristeza
Eu tento ser tão feliz
E no final sempre falho



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Solidão? Que nada...

Me note, me respire
Me beba, me transpire
Me jogue a seus pés
Me faça de tapete

Ouça bem a minha voz
E sinta o pulsar do meu sangue
Inundando minha cabeça
Com som de nunca mais

Ah, eu te amo, como te amo


domingo, 20 de janeiro de 2013

J.F.C

As luzes estão todas apagadas
E as chances de poder ir não existem
Toda a glória que vivemos
Hoje está totalmente esquecida

Minha alma olha pra trás
E sente toda a força da verdade

Quero que me mostre como viver
Sem ter você aqui ao meu lado
Eu esqueci tudo isso
Eu esqueci como é viver
E tudo está se acabando

Segure uma última vez minha mão
Preciso disso pra poder seguir
A nuvem negra está sobre nós
Está ficando escuro
E tudo está se acabando


segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Wine

Temos todos os motivos pra sorrir
Basta apenas querer, e desejar
Ou pensar que sua cabeça está na lama
E sorrir ironicamente para o público

Os pontos serão todos marcados
Assim que você conseguir acertar
Todas as coisas impossíveis da vida
E não vai ter nenhuma importância
No final, no final